ALOPATIA
HOMEOPATIA
FLORAIS
AROMATERAPIA

Alopatia

Homeopatia

Florais

Aromaterapia

gallery/nada
gallery/nada
gallery/nada

Florais de Bach

Os Florais de Bach foram criados na década de 30 pelo médico inglês Edward Bach, que era imunologista, bacteriologista, homeopata e pesquisador. Ao todo, há 38 essências de plantas e florais que não interagem ou interferem no tratamento homeopático ou alopático e cada floral é indicado a uma emoção específica. A finalidade básica da Terapia Floral é harmonizar as emoções e reequilibrar o comportamento e temperamento que causam algum tipo de transtorno. Para o Dr. Bach, as doenças físicas têm uma origem nas emoções e que, mais importante do que tratar somente os sintomas do paciente, é necessário detectar a causa emocional que desencadeou o processo. 

Os animais também têm experiências e emoções que determinam sua personalidade e comportamento e eles respondem à energia contidas nas flores da mesma forma como os seres humanos.  Os Florais de Bach é um caminho natural para manter  os animais saudáveis e equilibrados todos os dias e são indicados, especialmente, em  casos de: traumas, agressividade, depressão, ansiedade, maus-tratos, medo, adaptação ao novo ambiente e à perda e medo de barulho (trovões, fogos de artifício, etc.)

 

Animais que podem usar os Florais de Bach: 
Cães; Gatos; Cavalos; Vacas; Coelhos; Peixes; e Pássaros

 

• Importante ressaltar que a Terapia Floral NÃO substitui o tratamento protocolado pelo médico veterinário, pois diversos problemas são fisiólogicos  e assistência veterinária  é essencial e de fundamental importância. A consulta com o médico veterinário é indispensávem e os florias de bach podem ser utilizados de forma conjunta para acelerar o processo de cura.

 

Edward Bach

Edward Bach (Moseley, Birmingham, 24 de setembro de 1886 — Sotwell, South Oxfordshire, 27 de novembro de 1936) foi um médico britânico, desenvolveu as essências florais de Bach, uma forma de medicina alternativa inspirada em clássicas tradições homeopáticas.

gallery/nada